3.29.2013


Cristo Negro. @ Coimbra, Museu Nacional Machado de Castro

Que isto seja ócio? O nosso dever nada menos é que acordar os mortos. O verdadeiro grego, la langue de l'hérésie. A loquela do júbilo. Claro que eles respondem, um progresso face às sortes vergilianæ. Reclamemos porém aos philológos as palavras, e a ékphrasis da música das esferas, da qual para mim a Antiguidade — um baixo contínuo.

3.14.2013

procurei-te nas cláusulas heróicas em etymologias cada vez mais irrecuperáveis procurei-te na sagração da Theotokos procurei-te, Hellas, na majestate da tua horrorosa sabedoria nos teus segredos nos teus mystérios procurei-te nos angustos da tua língua nos cacos da tua música procurei-te e persegui-te até Florença com os teus sanctos dæmónios desci ávido até às tuas minas de sal e de ossos e procurei-te na metáphora da linha que divide a sabedoria dos teus patriarchas da dos teus tyrannos, procurei e não achei tua Qorintho e tuas Thebas tão acessíveis e longínquas quanto Homero nos está perto e mete medo